terça-feira, 3 de agosto de 2010

Retronado Illusion of Gaia [15]


E o SHUGAMES fez um aninho de vida no dia 27/07 !! Infelizmente eu estava numa correria tremenda, não deu pra preparar nada especial pra data, mas divulguei no twitter e agradeço aos parabéns recebidos! Bom, é hora de tocar o barco, mais um ano começando pro blog e alguns projetos estão em andamento. Como terei mais tempo livre agora, os Retronados e Retro Challenges terão posts quase diários! Então, vamo que vamo!

Voltando com o Retronado de Illusion of Gaia, cheguei nas terras de MU, após algumas viagens malucas envolvendo pessoas invisíveis e toda a sorte de coisas bizarras. Bom, as tais terras de Mu constituem uma das dungeons mais difíceis que já visitei até agora. Alguns inimigos aqui não dão trégua, o que me obrigou a usar alguns itens de cura.



Apesar de alguns inimigos serem mais simples (como as gelecas azuis), os espíritos flutuantes lançam uma bola de energia que te segue rapidamente, sendo quase impossível de desviar. Fora os golens que demoram uma eternidade pra morrer...


No meio do caminho encontrei uma sala onde não havia nada, apenas um altar com um local onde provavelmente vou por algum item, mas, por enquanto, tudo ali é inútil. Detalhe pro sugestivo nome do local: House of Hope.

O que pega nessa dungeon é o seguinte: após percorrer toda a dungeon, Lilly surge e me diz que as estátuas do local sempre estão olhando na direção onde existe um báu. Como nos baús anteriores eu não achei nada e nos que estão dentro d'água eu não faço idéia de como chegar, fui até a última parte da dungeon e vi duas estátuas olhando, mas não havia baú. Comecei a andar por ali e encontrei a Statue of Hope no MEIO DO NADA! Agradecimentos à Lilly pela valiosa dica.


local da Statue of Hope e onde se deve colocá-la no game

Enfim, voltei até a House of Hope e usei o item no altar, apareceram alguma coisa parecida com fantasmas dizendo algo sobre o senhor dos mares e agora posso explorar as áreas antes alagadas do local. Já na primeira descida percebo que existe mais um andar profundo, ainda cheio de água e com baús a serem abertos. Segui pelo caminho óbvio, matando os inimigos e desviando de outros (tem uns aqui que são invencíveis).

No final, achei um portal e, achando ser possível me transformar em Freedam, entrei correndo. Pra minha surpresa, aprendi uma nova técnica com Will: o Psycho Slide, que serve pra passar escorregando por passagens baixas. Bem que notei as passagens de água desse lugar, só rastejando pra passar por ali...

eis o Psycho Slide

Após alguns corredores, me deparo novamente com mais duas estátuas, só que dessa vez foi mais complicado achar a Statue of Hope. Ela fica bem escondida, passei um bom tempinho vasculhando o cenário, malditos programadores! De posse dela, fui atrás da segunda House of Hope, que fica bem no começo da dungeon. Coloquei a estátua no local e a água restante da dungeon sumiu. E vamo que vamo explorar as regiões mais baixas ainda!

Depois de correr e morrer algumas vezes (esgotei meus corações restantes), alcancei um baú com uma Rama Statue, baú esse muito bem guardado por aqueles espíritos malditos que atiram bolas teleguiadas! Mais ao norte, achei outra dessas estátuas, nem faço idéia de onde colocar isso.

Demorei um pouco pra achar, mas achei o local onde tenho que por as duas estátuas de Rama, fica numa PORTA no local mais baixo da dungeon, o caminho até ela fica perto de onde peguei o Psycho Slide! Usei as duas estátuas e fui parar num lugar parecido com um cemitério, provavelmente do povo de Mu.

a segunda Rama's Statue e a penúltima sala da dungeon,
onde se deve por as Rama's Statues

Chequei a estátua central e surgiram diversos espíritos ali, simbolizados por uma chama azul. Em cada um deles dá pra se saber mais ou menos o que aconteceu com o povo de Mu, alguns foram transformados em pedra, outros em monstros e outros simplesmente desapareceram. Após toda essa novela, ganhei mais uma Mystic Statue e uma passagem se abriu ao norte.

Entrei e me deparei com Erik todo amarrado com uma bomba prestes a explodir. Nisso surgiu dois carinhas de capa se dizendo vampiros e que iam me tirar a Mystic Statue, nem que fosse à força! Shit, e eu sem nenhum item de cura no inventário...

uma dupla de fanfarrões, isso sim
a luta fica muito mais fácil depois que o "macho" da dupla morre

A luta não é lá tão complicada. Apesar de serem dois contra um e cada um com seu HP, basta decorar o ataque dos dois. Após algum estudo dos ataques de ambos, me concentrei em atacar a mulher e deixar o homem pra lá, pois o maldito parece estar em beserk atacando sem dó nenhuma. Detonei a desgraçada e fui atrás do cara, que me ownou de uma forma que fariam muitos desistir do jogo na hora....

Voltei lá e optei por atacar ambos, desviando como puder dos ataques deles. Pra minha sorte essa estratégia deu certo e o carinha morreu antes da mina. Como ela é mais fraca, parti pra cima com tudo e acabei com ela também. Talvez o mais complicado dessa batalha é que não dá pra ficar planejando muito, pois há um tempo correndo e a vida de Erik depende disso. Após desarmar a bomba (é preciso escolher entre o fio vermelho ou azul - escolhi o azul e não me perguntem o que acontece se escolher o outro), pra variar, o resto do bando aparece.


Engraçado isso, me dá a impressão de que todo mundo tava assistindo a pancadaria e torcendo pros vampiros me destruirem...

Em breve eu volto pra contar os próximos planos de Will & cia pra escaparem dali.

Um comentário:

  1. se vc cortar o outro fio desativa do mesmo jeito

    ResponderExcluir