quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

As fases de um Clássico - E-Swat (Master System)

Finalmente chegou a hora de colocar no ar o segundo post sobre As fase de um Clássico. Escolhi um game que talvez alguns não conheçam, a versão do Master System de E-Swat, um grande clássico dos arcades da Sega. Enjoy!




- essa é simplesmente a tela intro do jogo, sem abertura, sem história, nem nada;
- saudades de quando os jogos eram assim....






- no início, temos esses dois malandros pra pegar usando as PRÓPRIAS MÃOS;
- detalhe: ambos usam armas bizarras contra um pobre policial que usa apenas uma pistola com balas limitadas;

- a fase é na cidade, e seu principal inimigo aqui são os eternos caras de camisa azul que atiram facas;

- pelo menos são facas;
- primeiro chefe encontrado: o safado cospe fogo e ainda vira um VINILZÃO e sai rolando pelo chão;

- e eu só com a pistolinha dou cabo dele;

- a segunda etapa ainda é na cidade, só que agora conta com atiradores nas janelas;

- segundo boss: um maluco que pegou uma refém e fica escondido atrás dela;

- exato: se eu atirar muito na refém, adeus vida;

- o maluco atira um BUMERANGUE em mim;
- ok, pode por no saco mais um meliante;

- agora sim, armadura E-Swat vinda direto do futuro!;






- observem o TIPO de coisa que vou ter que caçar agora;
- a fase é sobre os prédios, e surgem desde os carinhas de camisa azul até guardas florestais furiosos;

- ainda não sei o que eu fiz pra esses guardas;

- o primeiro sub-chefe é essa coisa com um lança-chamas;

- e o boss, escondido nos escombros de uma construção;

- detalhe que ele é um andróide que atira MÍSSEIS, minha armadura foi pro saco em dois tempos e tive que eliminá-lo com minha única pistola;
- sim, tenho balls of steel;
- o quarto meliante deve ter escapado do Golden Axe;
- a fase é num porto e surgem inimigos novos, algumas malucas montadas em motos voadoras e outras que parecem o GROXO dos X-Men saem pulando pelo cenário;

- o sub-chefe é essa máquina simples de se matar;

- e o chefe é esse peladão com um machado da mão, supostamente roubado de Death Adder;






- agora minha missão é caçar o DEMONHO;
- a fase é curta, o detalhe é o amontoado de chefes e sub-chefes aqui;
- o primeiro deles são essas duas caveirinhas voando;

- aí vem o chefe principal, o tal capeta azul;

- quando se pensa que ele morreu, surge um ser verde feito de arame que pula feito um maldito desgraçado;
- destruindo ele, um CLONE do capetão azul surge, ainda bem que eu tinha mais balas;

- e mais energia também;






- e, enfim, chegamos à causa de todo o MAL do jogo;
- eu sei, ele parece um palhaço;
- a fase traz de volta todos os inimigos anteriores, inclusive as malucas de cabelo verde nas motocas voadoras;
- o sub-chefe é uma máquina enorme, possivelmente irmã daquela outra que destruí anteriormente;
- uma dica é destruir primeiro o canhão rasteiro, depois fica muito fácil;
- ok, chefe final, e eu cheguei na conclusão de que ele deve ser parente do Robotnik;
- ou a Sega acha que todos os vilões são gordos e se parecem palhaços;
- depois de destruir o maquinário dele, é preciso ainda acabar com seu campo de força e depois meter mais umas 20 balas na sua fuça;
- missão cumprida, é hora de aposentar o canhão e tirar merecidas férias;

6 comentários:

  1. @Matt
    verdade, a última fase parece desfile de escola de samba, o que prova que esse palhaço gordão cosplay de Robotnik não tem bom gosto nenhum...

    ResponderExcluir
  2. Fases coloridas e
    chefes peladões?

    Senti um ponta
    de afinidade.

    Será?

    ResponderExcluir
  3. @GLStoque
    HAUAHUAHAUAHAUHAU!
    Pode até ser viu, se prefere o estilo medieval do quarto chefe hehehehhe!

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia esse jogo e achei bem interessante. Estou revivendo essa paixão por jogos antigos agora e achei uma ótima pedida ^^

    ResponderExcluir