quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Taz Mania (Master System)

Nunca vi muita graça em Taz Mania. Digo isso do personagem em si. Um bicho bizarro berrando, babando e girando por aí não me convenceram de que era pra ser engraçado ou interessante. Aliás, o engraçado mesmo é que seus jogos não são lá tão ruins como o desenho. Lembram um pouco as pedreiras como Chuck Rock, mas são mais bem acabados, pelo menos.

Taz Mania do Master eu considero o melhor game do demônio babante da Warner. Ele tem umas boas sacadas na jogabilidade, fases bacanas e não é muito difícil. A versão do Mega eu não achei lá grandes coisas, talvez por terem enfeitado demais. Preferi a do Master por terem simplicado ao extremo a mobilidade do Taz.

Controlamos Taz na missão de encontrar um ovo lendário, com o propósito de fazer a maior omelete possível com o tal ovo. É, toda essa caçada maldita é pra fazer um mero omelete....

Um omelete lendário, diga-se de passagem. Taz salta, se abaixa e vira o tornadinho, habilidade clássica do personagem.

Ah sim, e ele come de tudo pelo cenário também, desde frangos suculentos que repõe a energia, estrelas que dão invencibilidade e até bombas. E se comer bombas, o resultado não é dos melhores.


As fases são simples, envolvem alguma habilidade no controle de Taz e alguma exploração pra se achar a saída, principalmente nas fases adiantadas. Taz salta alto, mas muitas plataformas requerem que ele vire o tornado pra dar um impulso à mais nos saltos, o que pode resultar em morte até o jogador "calibrar" os pulos giratórios. O problema e que personagem fica meio sem controle quando acionamos seu ataque giratório, portanto, use-o apenas por um pequeno tempo, pra destruir inimigos ou saltar algum abismo.

franguinho esperto no topo da árvore

A dificuldade do jogo é que o único ataque de Taz é este, ele não pula sobre os inimigos para matá-los, apenas virando o tufão é que eles morrem. E quando há armadilhas com bombas no caminho, ou se desvia delas ou usa o tornado pra mandá-las para longe. Vale dizer que vidas e energia também serão arremessadas caso use o tornado perto delas. Taz é incontrolável, meus amigos.

à esquerda, encontrando uma vida perdida na fase, 
e à direita se preparando para atacar um morcego

Os gráficos do jogo são simples ao extremo, mas mesmo assim, dão um cara bem única ao jogo, lembrando desenho animado realmente. As fases são temáticas, os inimigos são muitas vezes animais que repetem os movimentos pela tela, o que proporciona um certo tempo pra programar o ataque ou o desvio dos mesmos. As músicas seguem o estilo animado, com temas alegres.

essa fase é um labirinto enorme, o que necessita de uma intensa exploração pra achar a saída

Mas não se enganem achando que é um jogo de criança. Taz Mania de Master System consegue enfurecer até o mais calmo dos jogadores, dependendo da fase a ser jogada. Algumas requerem saltos com o uso do tornado com uma perfeição tremenda, ou então perderá a vida e voltará no início da etapa. Em outras as vidas estão tão escondidas que é preciso subir em locais altos, se jogar em buracos ou atravessar todo um fosso mortal para conseguir a chance de pegá-las.

Ainda assim esse jogo, pra mim, é o melhor com o Taz. O melhor e mais divertido.

Resumão:
+ bons gráficos;
+ fases desafiadoras;
- o salto é bastante irregular;
- o controle do tornado é complicado;

Final Score: 6.5

15 comentários:

  1. Muito bom. Lembro que praticamente dormi na porta da locadora esperando esse que era lançamento da época. Depois vou terminar novamente.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. @Henrique
    Eu lembro que aluguei duas vezes seguidas esse cartucho na época pra poder terminá-lo.

    Tem umas fases bem chatinhas.

    ResponderExcluir
  3. Opa Cosmão XD

    Joguei o de mega, que eu terminei e adorei! Só espiei o de Master mas achei muito feio na época na comparação com o do Mega, e por isso não dei atenção a ele.

    Quanto ao desenho, eu tb achava um cú aquele Taz-Mania kkkkk musiquinha grudenta desgraçada de ruim da abertura ARRRGGGGHHH!!
    Mas bom era o Taz que aparecia nos desenhos do Pernalonga, ali sim XD

    Rapaz, ficou muito bom o 39° design definitivo do Shugames mano XD

    ResponderExcluir
  4. nem vou comentar.... huaehuaehuaeuheauhea o sabat entendeu! xD

    ResponderExcluir
  5. o único Taz-mania que eu joguei foi aquele do Snes que se corria em uma estrada tentando comer uns bichinhos. Na época até que era um jogo bonito, mas a mecânica era deveras repetitiva, tanto que passei muitas fases mas acabei desligando o console sem terminar por ter enjoado.

    ResponderExcluir
  6. Numa experimentei o do Master, não era fã do Taz-Mania do Mega mas gostei dele. Esse aparentemente é melhor em gameplay, como dito no ótimo review, com certeza darei uma jogadinha dele mais tarde. É curtinho?

    ResponderExcluir
  7. Putz Cosmão, meu amigo... 6.5???? Só???
    Poxa, esperava mais da nota, esse jogo é muito bom! Eu adoro ele. Você falou bem dele o tempo todo na resenha, depois esculaxou na nota.
    Tudo bem que é dificil de calibrar a precisão dos pulos com tornados, mas acho que merecia mais.
    Como você disse, o jogo é simples e divertido, brilhante por ser simples mesmo.

    Enfim, o post esta excelente, nota 10 pra análise, nota 3 pro seu critério de nota =) hehehe e nota 8 pro jogo (na minha humilde opinião, rsrs)

    Abração!!!

    ResponderExcluir
  8. @Sabat
    Cara, uma vez aluguei a versão do Mega e fui longe pra caramba, mas tudo porque eu estava PAGANDO pelo jogo, então eu TINHA que jogá-lo (aluguei ele sozinho, pra ajudar ¬¬).

    Talvez por isso eu tenha até gostado, mas acho ele muito sem sal.

    Sobre o design, esse será o definitivo, não pretendo mudar mais, pelo menos até semana que vem :D! Zueira!

    @Edwazah
    What?

    @João do Caminhão
    Esse do SNES eu experimentei um dia e enjoei com 5 minutos de jogo ehhehehe!

    @Cosmonal
    É meio curto sim, mas é prazeroso se de jogar, mesmo com seus defeitinhos.

    @Leo
    Sabia que vc não concordaria com a nota, depois que postei eu fiquei pensando que TALVEZ o jogo merecesse uma nota melhor, afinal, é o jogo do Taz que eu mais gosto.

    Ele é irritante nos saltos, talvez isso tenha pesado na minha avaliação.

    ResponderExcluir
  9. nossa por alguma rasao esse taz me asusta deve se por te morido muito na infancia nisso

    ResponderExcluir
  10. A versão do GG é uma adaptação do de Mega Drive, diferente da do Master System e é muito fraca que qualquer outra.

    ResponderExcluir
  11. Otimo jogo, so pecou na nota podia da um subida pra uns 7.5, kkk.

    E pensar que eu tenho essa maravilhosa fita até hoje. Quem sabe quando eu tiver um tempinho das minhas jogatinas normais eu de uma passada pelo mundo do TAZ.

    Otimo Post e Otimo Blog

    ResponderExcluir
  12. Ainda preciso jogar melhor esse jogo, está na minha lsita de pendentes, mas o pouco que joguei me pareceu ter a jogabilidade melhor que a do mega

    ResponderExcluir
  13. Muito bom esse jogo eu tinha ele original sempre chegava na segunda fase ,e nunca passava do chefe q era um caçador .Mas certa vez eu cheguei com confiança e passei dele e fechei ele no mesmo dia muito legal o final desse jogo pelo que me lembro rsrsrs.

    ResponderExcluir
  14. quando eu era muleke sofri para termina este jogo hj em dia termino ele em menos de 30 minutos, mais com toda certeza eo melhor taz-mania ja lançado para um console, tenho o cartucho completinho da tec toy aqui em casa ñ dou fim ele por nada nesse mundo minha infancia esta nele, gostei da analizer cosmão parabéns amigo

    ResponderExcluir
  15. Bela resenha cosmão. Como estou na minha fase retro gamer Master System cada jogo e dica sua fica logo anotada no meu caderninho.

    Um abraço e continue com o blog

    ResponderExcluir