terça-feira, 31 de julho de 2012

Retronado de Bolso: Comix Zone [1]


Eu pretendia escrever algo sobre Comix Zone já há algum tempo, visto que, há muitos anos atrás, eu escrevi um detonado bem simples sobre ele, ensinando alguns macetes básicos. Neste aqui, porém, vou tentar abranger um pouco mais o game, já que algumas minúcias não ficaram totalmente explicadas naquela época.

Comix Zone é um dos jogos mais criativos feitos por um dos estúdios internos mais caprichosos da Sega. Acredito que mais nenhum game ousou nesse sentido tanto quanto este jogo, até porque um jogo tão enraizado nos quadrinhos nunca jamais foi feito por outra softhouse. Isso exalta mais ainda o fato de que Comix Zone é uma peça única no universo gamístico.


Enfim, vamos tocar logo o barco. Nesse novo Retronado de Bolso, vou mostrar as principais telas, indicar os melhores caminhos e tentar ajudar quem, com toda certeza, já enroscou em alguma tela sem saber muito o que ser feito para passar sem morrer. Até porque perder vidas em Comix Zone é uma coisa complicada de gerir.... Como o game não tem contador de vidas, o jogador é obrigado a gastar um dos 2 escassos continues caso perca alguma jogada. Portanto, mãos à obra!

O game começa com Sketch, o protagonista, sendo tragado próprio gibi que o mesmo escrevia, pelas mãos de um vilão que ele mesmo desenhou e criou! É a obra contra o criador, praticamente falando! Após "chegar" nesse novo universo, Skecth encontra Alyssa, uma espécie de conselheira do tipo Otacon, que invariavelmente lança dicas e dá as coordenadas para Sketch se manter vivo no jogo.

De começo, Skecth pode pegar os três itens ali postados, mas outros vão surgindo conforme o avanço. Para se manter vivo, Sketch usa golpes como chutes, socos, voadoras, ganchos e rasteiras, além de fazer uso dos itens e aplicar combos. Isso faz de Comix Zone, além de um belo e criativo jogo, um belo e criativo beat'n up de qualidade.



• assim que cair na tela, Alyssa vai "localizar" Sketch e lhe dizer as novidades de sua jornada. Aperte pra baixo para pegar os três itens e prossiga para o próximo quadrinho, à direita. Será preciso manter, pelo menos, o dinamite e a poção de cura;
• o primeiro inimigo surge, o qual é reconhecido como Gravis por Sketch, afinal, se trata de uma de suas criações artísticas. Bata nos dois que surgirem até aparecerem duas setas, indicando a primeira bifurcação do jogo. O melhor à ser feito é seguir diretamente pela direita, pois o quadrinho abaixo não guarda nada de importante;
• mate mais um Gravis, mas dessa vez usando rasteiras, fazendo com que ele também chute o latão em chamas. Uma particularidade desse jogo é que Sketch perde energia ao socar e chutar latões, caixas, paredes e todo tipo de obstáculos existentes pelo jogo. Para evitar isso, faça com que inimigos façam o serviço sujo ou use alguma bomba ou item para derrubá-los;
• destruído o inimigo (e consequentemente o latão), destrua a tampa do bueiro e vamos descer na galeria de esgoto;



• na tela abaixo, salve Roadkill das grades. Roadkill é um importante aliado, um pequeno ratinho que pode entrar por lugares apertados inclusive acionando algumas alavancas e descobrindo itens escondidos. Caso seu inventário esteja cheio (Sketch pode carregar 3 itens no máximo), pegue Roadkill tranquilamente, pois o chão desse quadrinho vai ceder e derrubar o que for deixado pra trás;
• agora será preciso acionar a alavanca, mas, antes, solte Roadkill sobre o alçapão e acione-a para que ele caia, evitando perder algum item que esteja sobrando;
• caindo, pegue Roadkill e solte o dinamite perto dos latões pra que tudo vá pelos ares sem que você perca muita energia. Logicamente, fique longe da explosão. Caso precise, há uma faca escondida atrás desse quadrinho, no canto, use Roadkill por ali e observe o item surgir;
• no esgoto propriamente dito, mais um inimigo aparece: Strigil! Seu principal ataque é com os ganchos e ele pode grudar no teto e soltar uma espécie de magia quando fica muito longe. Chutes e ganchos vão bem contra Strigil, caso ele se pendure no encanamento, suba também e continue chutando a cara desse infeliz;



• no próximo quadrinho, uma caixa com um ! aparece. Ela é explosiva e será necessária no quadrinho logo abaixo, portanto, empurre-a até próximo da alavanca na parede e use-a para alcançá-la. Assim que abrir o alçapão, empurre-a pra baixo e escute a explosão! Alyssa elogia a inteligência de Sketch;
• abaixo, apenas destrua a grade da manilha e continue à direita;
• bata no Gravis até mandá-lo para o além e acabe com a raça dos dois morcegos (Kreeps) ali. Cuidado extremo pra não cair no poço que separa a saída da fase;
• ao saltar pro outro lado, a primeira etapa termina;



• estamos entrando numa espécie de fábrica abandonada. Abandonada por trabalhadores, mas infestada de Gravis, Strigils e outras anomalias...De cara, use Roadkill para descobrir a dinamite escondida e use-a diretamente na porta de metal da entrada da fábrica;
• assim que entrar, Alyssa adverte para algo sobre Sketch: alguns ninhos de bichos descem do teto, espanque todos com ganchos antes que soltem os malditos;
• assim que terminar com eles, um Strigil intrometido vai aparecer, dê cabo do safado também (jogá-lo nas hélices é muito engraçado);
• para desligar a hélice e passar tranquilamente, use Roadkill;



• descendo, empurre a caixa com ! para as hélices e observe a destruição;
• destrua os Kreeps e use a caixa para tomar no caminho de cima, muito mais útil que o de baixo (por curiosidade, dentro da caixa há uma granada);
• mate outro Kreep e suba no encanamento do alto para pegar um dinamite (salte na direção da dinamite para alcançá-la);
• caia com cuidado e mate o Gravis logo abaixo. No puzzle da alavanca, acione-a para fazer coincidir as duas hastes;
• mais abaixo vem uma leva de seres que escapam dos tubos da parede. No geral, são simples de serem vencidos, mas não deixe que acumulem na tela, ou isso pode se tornar um belo problema. Na tela à direita, o chefe do lugar nos espera;



BOSS: o chefe é simples, mas requer um macete para que seja simples assim. Já que entrar na tela, vá saltando suas labaredas e dando voadoras nele. Assim que ele subir o pescoço para berrar, role por baixo dele e fique atrás do latão. Espere o chefe lançar algumas labaredas para acender o latão e empurre-o para BAIXO do chefe. Agora é só aguardar a morte do dito cujo! YOU FIRED!!

Semana que vem, vamos visitar uma região cheia de neve em Comix Zone!

10 comentários:

  1. Caramba que jogão cara nunca cheguei muito longe nele pelo que me lembre viu .

    ResponderExcluir
  2. Alguem andou lendo minha mente, tava jogando esse aí ontem =O, gostei muito do estilo vou me aprofundar nele ^^

    ResponderExcluir
  3. já ouvia falar que nas fases finais, é uma apelação sem tamanho. boa sorte Cosmão.

    ResponderExcluir
  4. Estou jogando ele no dingoo, agora que lançou o emulador de mega-drive para o sistema nativo esta tudo perfeito!

    ResponderExcluir
  5. Belo Retronado Cosmão, acho que enfim vou passar da primeira fase (o jogo é difícil pra !@#$%. Você falou sobre quadrinhos, na verdade existe um game para Nintendo 64 (que parece ser um port do mesmo game para PSOne) que apesar de não ser ambientado nos quadrinhos segue bem os Comics. Cheguei a jogar uma vez e me lembro bem que cada fase era uma revista.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Já tentei avançar neste jogo inúmeras vezes e nunca fui muito longe,mas com as dicas do Cosmão isso vai mudar.

    ResponderExcluir
  7. Cosmão! Como eu faço pra entrar em contato com você?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem meu e-mail lá no rodapé do blog, cosmuru@gmail.com !

      Excluir
  8. estou o jogando Cosmão, é um beat up beeem diferente de a gente está acostumado. e o modo de matar o chefe da primeira fase é muito criativo

    ResponderExcluir
  9. Poxa... vou religar meu Mega Drive rsrsrsrs

    ResponderExcluir