terça-feira, 14 de maio de 2013

Dragon Crystal (SMS)



Finalmente, uma atualização no Shugames! Pois é pessoal, demorei, mas voltei, dessa vez pra tocar o barco de uma vez por todas. Após algumas "aventuras" na vida real (novos empregos que falharam miseravelmente e me afastaram dos meus hobbies favoritos, além da minha família), estou tentando colocar tudo nos eixos novamente. E isso inclui meu querido blog de jogos velhos e mofados, pois não é só de consoles atuais que vive este homem que vos escreve...

O game escolhido pra dar esse pontapé de reinício do Shugames é Dragon Crystal, um roguelike para Master System DIFICÍLIMO, um jogo em que poucos conseguiram sair vivos! Apesar da mecânica arcaica roguelike (exploração de calabouços intermináveis, comece a jogar perceberá o que eu quero dizer), vocês vão notar que o jogo é caprichadinho, apesar das limitações básicas até mesmo para um console de 8 bits.


No game controlamos um herói sem nome definido, cuja história gira em torno dele ir parar dentro de um cristal enquanto visitava uma loja numa cidade remota, isso há muito tempo atrás. O lugar inusitado apresenta um labirinto quase sem fim, mas com um fato curioso: um ovo que lhe persegue por todo o cenário. Sem muitas opções, o jeito é sair vasculhando o lugar em busca da saída...

A jogabilidade é simples ao extremo: conforme andamos, o cenário vai se abrindo, formando corredores enormes com pequenas salas onde estão geralmente itens e inimigos. Esse efeito é uma tentativa de simular a névoa, um lugar desconhecido que vai se abrindo aos poucos conforme o avanço do jogador. No começo é até interessante, mas acaba cansando após um tempo jogando.


o primeiro labirinto e uma tela mostrando o status (basta deixar o personagem parado)

Dragon Crystal esconde sua principal dificuldade no fato de que TUDO no jogo, no que diz respeito à itens, ter por obrigação ser TESTADO pelo jogador antes de sabermos qual realmente é a sua função. Ao encontrar um anel, por exemplo, é preciso usá-lo para saber do que se trata o dito cujo. Se tal adereço estiver amaldiçoado, por exemplo, é preciso encontrar algum pergaminho que cure o status negativo. Essa jogada de testar e descobrir acaba tomando um certo tempo, mas serve como pretexto pro jogador  ficar ligado nas coisas que acontecem e em tudo que é coletado no game.

Outro fator interessante é seu sistema de combate, nada de massacrar o botão de ataque. Nos infindáveis labirintos, encontramos os mais variados monstros, indo desde simples gelecas até soldados e espíritos furiosos que se movimentam das maneiras mais randômicas possíveis. A movimentação dos mesmos depende dos movimentos do herói, sendo que, se ninguém se mover, nada acontece. É um sistema interessante, ainda que baseado em turnos, mas com mais ação e que não pede lá muita estratégia (e nem dá). Basta se aproximar do inimigo e apertar na direção do mesmo para que seu personagem acerte-o com espadadas, ao mesmo tempo que também é acertado, alternando os ataques entre eles. Se precisar usar algum item, basta acessar o menu e usá-lo em pleno combate.


geralmente o "ninho" dos itens fica no mesmo local do "ninho" dos monstros

Falando no menu, ele é de simples acesso e uso. Dá pra equipar armas/armaduras/anéis e usar pergaminhos/poções/cajados com os mais variados resultados. Como é tudo meio randômico, assim que é coletado, o item recebe um nome de uma cor para depois ser associado ao seu efeito.

Uma curiosidade do jogo é que seu personagem precisa, de tempos em tempos, procurar comida para sobreviver, ou a tela de game-over vai aparecer. Desnecessário dizer que encontrar comida (food) nas fases adiantadas é bastante complicado e, geralmente, estão protegidas por inimigos fortíssimos. O game-over, entretanto, pode ser revertido se você tiver uma certa quantia de dinheiro para comprar um continue.


equipando a bushido blade e encarando um labirinto cheio de monstros bizarros

Dragon Crystal possui um visual pobre, mas com suas particularidades que o fazem único. São vários temas dos labirintos, indo desde florestas até cristais e fases em meio à rochas e placas de metal. Seu personagem, ao equipar certas armaduras, muda de sprite para representá-las na tela, algo realmente original e raro pra a época. O som é repetitivo, principalmente a música, que troca somente a cada 10 fases alcançadas (no total, 3 músicas, sendo 30 fases).

No âmbito geral, Dragon Crystal é um jogo divertido. É difícil no começo se acostumar com suas diferenças e particularidades, principalmente no que diz respeito ao uso dos itens e ao seu sistema de combate, mas nada que não possa ser superado com alguns minutos de jogatina. Nunca terminei o game, mas fui longe o suficiente para dizer que o jogo é realmente muito desafiador.

Curiosidades:
• uma sequência chegou a ser anunciada para celulares, mas Dragon Crystal II nunca foi lançado;
• o que existe é uma "sequência espiritual" para Mega Drive, chamada Fatal Labyrinth, lançada em 1991;

Resumão:
+ sistema interessante de combate;
+ labirintos e posição dos inimigos randômica à cada jogada;
- música repetitiva;
- o uso correto dos itens depende mais da sorte do que qualquer outra coisa;

FINAL SCORE: 6.0

*este post é uma singela homenagem ao falecido blog Retro Fantasy, do nosso grande amigo Sir Kao! Valeu Kao, ainda me lembro desse jogo postado no teu blog, há anos atrás! Vê se aparece um dia!

17 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Graaaaande Cosmão!

    Eu curto muito rogue-likes, e quando topei com esse jogo no Master fiquei muito surpreso. Acho que temos uma opinião parecida sobre o jogo, porque eu também achei meio nota seis... o conceito me agrada, a execução nem tanto, mas vale a pena pelo fato de ser algo único e inesperado no console.

    O Fatal Labyrinth eu já joguei razoavelmente no megão, e acho bem legal. Nunca zerei, é claro, porque só loucos zeram esses jogos, rs...

    Abração, meu camarada!

    PS: eu tinha postado com meu alter-ego aí em cima por engano. É o Roberto, um personagem que eu inventei para me distrair um pouco quando estou de saco cheio de ser o Gagá, entende? :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Gagá!!

      Ainda preciso jogar pra valer o Fatal Labyrinth, mas não consigo avançar naquele negócio, pra mim é mil vezes mais difícil que o Dragon Crystal rs...

      Às vezes eu posto com meu personagem fake também, um tal de Eduardo, mas é normal, a gente cria uma realidade alternativa e acaba acreditando nela às vezes uahuahauhua!

      Excluir
  3. Fala Cosmão, pensei que ia mandar o Shugames pro Limbo rsrs, ainda bem que não, gosto muito do seu blog e poder ler e falar de games antigos.

    Bom, joguei o Dragon Crystal pela primeira vez naquele famigerado Master System com 56 jogos ou coisa assim. O jogo é bom e meio explorador, porém é muito cansativo, tem que ter muita paciência para jogar aquilo, coisa que até hoje não tive. Mas ainda vou jogar esse negócio até o fim, não sei quando mas, ainda vou encarar esse jogo.

    O jogo começa meio bobinho, mas depois começa a aparecer inimigos muito difíceis e se vc não tiver itens de cura ou outras coisas já era. É Game Over e tudo de novo rsrs.

    Sobre o Fatal Labyrinth, sempre achei que era a continuação do Dragon Crysta rsrs. Outro que nunca tive paciência para jogar e que algum dia ainda irei desbravar.

    Flw rapa e não some não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Shugames ainda tem muita coisa pra apresentar pra galera que curte jogos antigos, ainda não tive o pensamento de fechar o blog ou coisa parecida e agradeço a visita do pessoal.

      Sobre o jogo, é realmente meio enjoativo pois o foco é sempre o mesmo, sair pelos labirintos procurando caminhos e itens para sobreviver, mas, por esse mesmo motivo, ele é bem interessante.

      O Fatal Labyrinth eu andei dando uma jogadinha, é mil vezes mais difícil e com muito mais itens e inimigos, qualquer dia eu faço uma análise dele!

      E pode deixar que não vou sumir hehehe!

      Valeu Lipe.

      Excluir
  4. Por que vocês não falam do jogo SS Lucifer - Man Overboard do Mega Drive?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço, vou atrás pra descobrir.

      Excluir
  5. Fico feliz com o retorno da atividade no blog. Conheci a pouco tempo mas sempre veio visitando-o desde então. E a cada vinda, acabo relembrando um pouco da infância e tb pq n, descobrindo novos jogos que n tive oportunidade de jogar no passado.

    ResponderExcluir
  6. Que bom que voltou a postar! Gosto muito do blog, e realmente cheguei a pensar na falência do mesmo. Espero que continue postando para o bem do povo e felicidade geral da nação "old gamer".
    Tenho uma experiência curiosa com Dragon Cristal, onde, no meu finado Master, virei uma noite inteirinha jogando. Mesmo assim, não zerei o maldito. =(
    É, o jogo não nos dá uma grande expectativa no início, mas conforme a jogatina vai rolando, nem percebemos o tempo passar.
    Bom, parabéns pelo blog e, como disse antes, espero que continue postando cada vez mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Victor, que bom que vc curte o Shugames! O blog vai continuar sim, já estou preparando material novo!

      Nunca terminei também o DC, cheguei a ir bem longe, mas cansei uma hora...

      Excluir
  7. ja terminei esse jogo, a ultima tela tem uma pegadinha que deve ter deixado muita gente p da vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí você deixou meio mundo curioso hehehe!

      Excluir
  8. Meu irmão tem esse jogo na memória do master system, aliás, vou pedir emprestado para jogá-lo novamente amanhã. Eu não considero o jogo enjoativo, eu o acho cansativo jogá-lo de novo na mesma tarde ou dia se você chegar perto do final e morrer. E tem que ser feito o final na primeira jogada, porque, se não me engano, você perde itens e fica tudo bem difícil. Não sabia que tinha um outro no mesmo estilo para mega drive. Eu preciso experimentar.

    Que bom que você ainda mantém o blog. É triste ver os outros fechando suas portas. A sensação é a mesma que ver aquele cinema de rua virar igreja, prédio ou loja.

    ResponderExcluir
  9. Cara quando vi o post desse game fiquei ate feliz, já que nunca conheci alguem que tivesse jogado tbm rsrs.

    o game e muito legal, o ruim e que nas fases finais se voce quiser zerar o jogo o negocio e correr! kkkk o dragoes sao podersos pra caramba, o macete e ficar parado apertando o botão A se nao me engano, que conta como se fosse passos mas so os inimigos andam, ae vc ve o melhor beco pra escapar, e doidera tentar sai matando geral no final!

    otimo post, descobro o blog agora mas vou passar a visitar aqui direto agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse jogo tem uma fase secreta onde aparece umas cobras com HP muito alto e dizem as lendas que o dragão-mascote cresce e fica com as asas abertas e você pode voar para fora do labirinto com ele.

      Excluir
  10. Eu zerei usando o Dega emulador de master system e o Save State, fazer o quê!

    ResponderExcluir